loading gif
Loading...

Sinopse

BRAVOS: assim temos por costume designar os touros. Encarnação da coragem, da bravura, da força. Brava é também a festa desse nome, celebração de cultura ou tradição.

MAS SERÁ MESMO ASSIM? Que bravura tem realmente cada animal – homem e touro – que faz esta dita festa? As tradições profundamente enraizadas, em diversas zonas do nosso país e do sul da Europa, fazem com que seja difícil encarar esta prática com objetividade e distanciamento. Luís Vicente, professor universitário e investigador integrado no Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa, traz ao debate uma muito necessária perspetiva. Escreve este ensaio em coautoria com Ngombe, um touro, e explica a festa brava de um ponto de vista biológico e cultural. Para o fazer, parte de uma fascinante exposição da consciência animal e da própria constituição daquilo a que chamamos vida, com considerações esclarecedoras mas sempre desafiantes sobre a natureza da senciência, do prazer e da dor, da perceção do mundo e do comportamento animal – tanto humano como nãohumano.

Um ensaio indispensável não só para compreender o que realmente envolve esta tradição, como também para refletir acerca da vida na Terra e dos nossos deveres e direitos enquanto animais autodenominados racionais.

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Favoritos

Margarida Rodrigues adicionou aos favoritos
José Carinhas adicionou aos favoritos

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal