loading gif
Loading...

As Inseparáveis

Simone de Beauvoir

Última edição: 2021
Edição original: 1954
Quetzal Editores

Sinopse

Simone de Beauvoir tinha nove anos quando conheceu Zaza, Élisabeth Lacoin. Da intensa amizade que nasceu desse encontro, e que apenas a morte trágica de Zaza, aos 21 anos, terminou, nasce o livro As Inseparáveis, uma pequena preciosidade literária que a Quetzal publica pela primeira em Portugal, com tradução de Sandra Silva e posfácio de Sylvie Le Bon de Beauvoir, filha adotiva da autora, Simone de Beauvoir.

Esta é a história de duas amigas inseparáveis, da infância à idade adulta, um livro de grande valor literário e documental e uma peça importante no conhecimento da vida e obra da autora. Zaza foi uma personalidade extraordinária em vida, e a sua memória perdurou através das personagens em vários livros de Beauvoir, como Memórias de uma Menina Bem-Comportada e Os Mandarins.

Escrito em 1954, As Inseparáveis narra, em registo ficcional, a história das duas raparigas rebeldes, ao longo da sua educação sexual e intelectual, personificadas em Andrée e Sylvie. Quando Andrée começa a frequentar a escola de Sylvie, esta fica imediatamente fascinada com a nova colega: tão inteligente, elegante, sensível e autoconfiante como uma adulta. Ficaram logo amigas, conversavam e faziam planos durante horas a fio. Mas Andrée escondia algumas feridas e sofria uma educação demasiado exigente e repressora. Andrée é Zaza; e Sylvie, a pequena Simone.

Extras

«Uma nova perspetiva sobre os primeiros anos de vida de Simone de Beauvoir.» Elle

«Uma relação decisiva que moldou a visão de Simone de Beauvoir sobre a falta de igualdade entre os sexos e sobre o sexismo.» The New York Times

«Um assassínio burguês, familiar, que adivinhamos estar na origem da obra fundadora do feminismo contemporâneo.» Les Inrockuptibles

«Um livro de um grande equilíbrio entre descrições, ambientes, personagens e as ideias inovadoras – para a época – das duas amigas.» La Vanguardia

«Perfume de uma época, em que duas raparigas sonhadoras olhavam para o futuro, que uma das duas não conheceria.» Livres Hebdo

«Rápido, límpido, profundo.» Télérama

Comentários


Ainda não existem comentários para este livro.

Favoritos

ferreira nana adicionou aos favoritos

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal