loading gif
Loading...

Notícias



Novidades Leya para Abril

27 Mar, 2018

Algumas das novidades editoriais da Leya para o mês de Abril, entre elas, Memórias Secretas, de Mário Cláudio (Dom Quixote), Florinhas de Soror Nada - A vida de uma não-santa, de Luísa Costa Gomes (Dom Quixote), O Fogo Será a Tua Casa, de Nuno Camarneiro (Dom Quixote), Um Amante no Porto, de Rita Ferro (Dom Quixote), A Trança de Inês, de Rosa Lobato de Faria (ASA) Autobiografias Alheias, de Antonio Tabucchi (Dom Quixote), A Casa Golden, de Salman Rushdie (Dom Quixote), A Mãe, de Pearl S. Buck (Dom Quixote) e Tempo Suspenso, de Elizabeth Jane Howard (ASA).

Memórias Secretas
Mário Cláudio
DOM QUIXOTE
A um autor que é dado à literatura biográfica, vêm parar as memórias secretas de três figuras bem conhecidas. O mais curioso é que não se trata de pessoas mas de personagens de banda desenhada. Terão Corto, Bianca e Valente uma existência própria e independente dos seus criadores?
É o que ficaremos a saber depois de concluída a leitura deste romance.
Nas livrarias a 30 de Abril

Florinhas de Soror Nada - A vida de uma não-santa
Luísa Costa Gomes
DOM QUIXOTE
Esta é a história de uma criança que quer ser santa. Teresa Maria, nascida numa família da burguesia do interior de Portugal, na segunda metade do século xx, vive a infância obcecada pelas vidas e exemplos dos santos, nomeadamente da sua homónima Teresa d’Ávila.
Florinhas de Soror Nada refere ainda as Florinhas de São Francisco de Assis, inspiração equívoca para o caminho tortuoso de rebeldia e submissão da protagonista até à absoluta perda da fé católica.
Da casa familiar ao colégio de freiras, de onde é expulsa, até à sua fuga da casa materna, acompanhamos a vida singular de Teresa Maria, a santa que não quer sê-lo. E somos surpreendidos com episódios extraordinários da vida de alguns santos, muitos deles desconhecidos da maioria dos leitores.
Nas livrarias a 10 de Abril

O Fogo Será a Tua Casa
Nuno Camarneiro
DOM QUIXOTE
O escritor Nuno Camarneiro decide viajar até uma zona de guerra no Médio-Oriente para melhor entender as razões do conflito e de quem nele participa, juntando-se a um jornalista turco. Mas o que começa por ser uma visita de estudo transforma-se rapidamente num pesadelo, quando ambos são sequestrados por um grupo de fundamentalistas islâmicos e encerrados num barracão que partilham com outras vítimas: uma freira ortodoxa, um engenheiro holandês, um soldado americano e um francês misterioso e suicida.
Ao longo de várias semanas, terão de encontrar estratégias de sobrevivência para não enlouquecerem nem perderem a esperança: contam histórias, revisitam memórias, inventam jogos e vidas inteiras, tornam-se guerrilheiros da ficção.
Numa guerra entre homens, ideias, deuses e civilizações, não há partes neutras, e é difícil distinguir as vítimas dos agressores. A verdade escreve-se em muitas línguas, como as histórias, os romances e os sonhos de cada um.
Nas livrarias a 17 de Abril

Um Amante no Porto
Rita Ferro
DOM QUIXOTE
Uma história vibrante, escrita à desfilada, que segue a vida de Álvaro, um rapazinho do Porto, nascido de uma família burguesa da classe média, desde a escola primária até ao ensino universitário, passando pelas festas, o encontro com os «meninos da Foz», o hóquei em patins e as bandas musicais do seu tempo, a paixão pelos cavalos e pelas mulheres, os grupos de estudantes e a Mocidade Portuguesa, até ao dia em que, já divorciado, encontra Zara, uma lisboeta livre, impetuosa e indiscreta, vinte anos mais nova, que pressente nele, por trás da aparente candura da sua história, uma verdade obscura que dificilmente aceitará. Uma relação dura, sobressaltada e passional, feita de incerteza, de traição e de devassa, em que o amor se degrada com a desconfiança e onde quem esconde pode não encobrir tanto como quem indaga.
Um Amante no Porto é mais um surpreendente romance de Rita Ferro, que é também o retrato de uma época e uma profunda reflexão sobre o amor, no estilo directo e desafectado que é seu timbre inconfundível, com a competência narrativa a que já nos habituou.
Nas livrarias a 17 de Abril

A Trança de Inês
Rosa Lobato de Faria
ASA
Três tempos, três mundos, três destinos, um único amor. Universal e sem tempo nem medida, relembrando-nos que o amor e o ódio andam lado a lado e acontecem em todas as épocas.
Pedro é, no presente, um empresário de sucesso que se perde de amores por Inês. Mas este é um amor condenado à tragédia e à loucura. A sua história confunde-se com a de Pedro Rey, no século xxii, apaixonado também por uma Inês de entrançados cabelos loiros num futuro que os afasta por pertencerem a estratos diferentes da sociedade. E ainda com a lenda de D. Pedro que, no século xiv, tenta contra tudo e contra todos fazer valer o seu amor por Inês de Castro.
Baseado no mito de Pedro e Inês (mais na lenda do que na História), este é um romance sobre a intemporalidade da paixão, onde se abordam também alguns mistérios da existência.
Um romance que deu origem ao filme Pedro e Inês, realizado por António Ferreira e protagonizado por dois actores bem conhecidos do público português.
Nas livrarias a 24 de Abril

Autobiografias Alheias
Antonio Tabucchi
DOM QUIXOTE
- Tradução de Pedro Tamen, Clelia Betteni e Susana Mateus
Um livro cativante, aparentemente feito de subtis reflexões sobre a própria obra (Requiem, O Fio do Horizonte, Mulher de Porto Pim, Afirma Pereira, Está a Fazer-se Cada Vez Mais Tarde), mas em que se encontra uma forte continuidade com alguns dos principais temas tabucchianos: a frágil distinção entre realidade e ficção, a relação «pirandelliana» com as personagens das suas narrativas, a ausência de barreiras temporais e, por fim, a relação com o universo da fotografia. Um livro empolgante para os leitores mais experientes, um testemunho fundamental para os estudiosos da obra de Tabucchi e, ao mesmo tempo, um livro capaz de conduzir o leitor mais curioso para o âmago do universo literário do mais português dos escritores italianos.
Nas livrarias a 10 de Abril

A Casa Golden
Salman Rushdie
DOM QUIXOTE
- Tradução de J. Teixeira de Aguilar
Quando o poderoso magnata imobiliário Nero Golden imigra para os Estados Unidos em circunstâncias misteriosas, ele e os seus três filhos adultos assumem novas identidades, adotando nomes «romanos» e instalando-se numa grandiosa mansão do centro de Manhattan. Chegados pouco após a tomada de posse de Barack Obama, ele e os filhos, todos excecionais por direito próprio, ocupam rapidamente o seu lugar no topo da sociedade nova-iorquina. A história da família Golden é contada sob a perspetiva de um seu vizinho e confidente, René, um aspirante a cineasta que encontra nos Golden o tema perfeito.
Fazendo apelo à literatura, à cultura pop e ao cinema, Rushdie tece a história do ambiente americano ao longo dos últimos oito anos, tocando todos os pontos: a ascensão do movimento Birther, do Tea Party, do Gamergate e da política de identidade; o efeito de ricochete do politicamente correto; a influência dos filmes de super-heróis e, evidentemente, a eclosão de um vilão ambicioso, desapiedado, narcisista e profundamente conhecedor da comunicação social, que usa maquilhagem e pinta o cabelo.
Nas livrarias a 24 de Abril

A Mãe
Pearl S. Buck
DOM QUIXOTE
- Tradução de Isabel Risques
Nesta obra, Pearl S. Buck descreve de um modo quase pictórico a vida simples e rude do povo Chinês, numa época que é pouco conhecida. A narrativa vívida e pormenorizada permite que o leitor capte toda a simplicidade e intensidade dos tempos descritos em A Mãe.
Ao penetrar no espírito da camponesa, Pearl S. Buck dá a conhecer os sentimentos mais profundos da mente e do coração de uma mulher e de uma mãe. Fá-lo de uma maneira comovente, enérgica e mesmo violenta. A personagem, sem qualquer dúvida estoica, assume uma grandeza excecional pela forma como encara e ultrapassa os obstáculos que a vida lhe coloca. Uma vida longa, árdua e solitária.
Nas livrarias a 24 de Abril

Tempo Suspenso
Elizabeth Jane Howard
ASA
- Tradução de Elsa T.S. Vieira
Sussex, 1939
Na casa de campo dos Cazalet as janelas estão tapadas e os alimentos são racionados. Sobre a mansão outrora repleta de sol e de risos paira a negra sombra da guerra. As crianças despreocupadas da família deram lugar a adolescentes apreensivos, cada um com os seus desejos e temores.
Louise, agora com dezasseis anos, acalenta o sonho de se tornar atriz. Clary dedica-se à escrita, e acredita fervorosamente que ainda voltará a ver o pai, desaparecido em combate. E Polly, de catorze anos, carrega um fardo que precisa de partilhar. Três jovens entre a infância e a idade adulta, desesperadas por dar um sentido às suas vidas mas dolorosamente conscientes dos perigos que se avizinham.
No segundo volume da saga Cazalet, Elizabeth Jane Howard volta a pintar o retrato de uma época através dos olhos de uma família. Com uma autenticidade conseguida apenas por quem viveu nesses tempos, a autora mostra-nos a realidade de uma sociedade em profunda mutação.
Nas livrarias a 17 de Abril

Comente esta notícia


Ainda não existem comentários para esta notícia.

Voltar

Faça o login na sua conta do Portal