Loading...

Notícias



Novidades Quetzal para Maio

07 Mai, 2018

Maio não amadureceu ainda, nem falua alguma veio de Istambul, mas Elif Shafak vai publicar o seu mais recente romance, Três Filhas de Eva. Na mesma altura do mês, teremos o novo livro de poemas de João Luís Barreto Guimarães, Nómada, e ainda um ensaio essencial – e de combate! – sobre a «irracionalidade da política e da comunicação de hoje»: A Morte da Competência, de Tom Nichols. Quase a fechar o mês, o muito esperado e não menos ousado regresso de José Riço Direitinho ao romance: O Escuro Que Te Ilumina.

TRÊS FILHAS DE EVA de Elif Shafak
Nas livrarias a 11 de maio
Ambientado em Istambul e em Oxford, o romance conta a história de Peri, uma mulher da classe alta turca na casa dos 40. O epicentro de todos os acontecimentos (e a partir do qual se recua e avança entre as diversas idades de Peri) é um certo jantar que reúne gente rica e poderosa, numa noite em que vários atentados terroristas abalam a capital turca.


NÓMADA de João Luís Barreto Guimarães
Nas livrarias a 11 de maio
Nómada é o novo livro de poemas de João Luís Barreto Guimarães. À publicação dos seus primeiros sete títulos num volume de Poesia Reunida em 2011, seguiram-se Você Está Aqui, em 2013, e Mediterrâneo, em 2016, que recebeu o Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa. A sua obra tem vindo a ser publicada em antologias poéticas e revistas literárias de muitos países.


A MORTE DA COMPETÊNCIA de Tom Nichols
Nas livrarias a 11 de maio
O populismo contemporâneo aumentou o desdém pelos peritos e elites de todo o género, na política externa, na cultura, na economia e até mesmo na ciência e na saúde. Enquanto a Internet permitiu que mais pessoas tenham mais acesso a mais informação, também lhes deu a ilusão do conhecimento. Um manancial inesgotável de rumores, mentiras, análise pouco séria, especulação e propaganda – e a tendência para para «procurar informações que apenas confrmam aquilo em que acreditamos».


O ESCURO QUE TE ILUMINA de José Riço Direitinho
Nas livrarias a 25 de maio
Insone, o autor deste diário íntimo percorre as janelas iluminadas dos vizinhos com o telescópio; e os lugares em que, de noite, pessoas procuram sexo anónimo, pouco furtivo e sem fronteiras entre géneros. A demanda voyeurística e a prática de sexo sem preconceitos nem limites coabitam com o amor louco que nele nasce pela vizinha. Uma história de amor, certamente, mas de um amor perigoso e inclassificável.

Comente esta notícia


Ainda não existem comentários para esta notícia.

Voltar

Área de utilizador

Top 10 de vendas

Novidades

Faça o login na sua conta do Portal